27 de mai de 2016

Quando decidi ser microempreendedora!

Tive meu primeiro emprego aos 16 anos, na época eu buscava experiência, remuneração para pagar a faculdade e carteira assinada como a maioria das pessoas sonham em ter. Acontece que descobri que não nasci para trabalhar para os outros, mas também não me arrependo porque eu aprendi a crescer e a dar valor. 

Hoje com 18, decidi andar mais um passo pra poder chegar em mais uma meta na minha vida. Decidi que iria trabalhar para mim mesmo e iria correr atrás dos meus objetivos sendo uma profissional liberal, ou seja, um micro empreendedor individual por dois motivos: O primeiro seria porque a minha profissão como fotógrafa exige um alto grau de trabalhar individualmente com seu próprio negócio na maioria das vezes, e o segundo motivo é porque não preciso de uma carteira assinada para comprovar que eu trabalho, gostava muito da empresa aonde eu trabalhava, porém me sentia muito presa por não ter tempo para dedicar aos meus trabalhos e por ficar responsável por um setor com uma super responsa. 
No começo meus medos falaram mais alto, e foi a partir desse momento que comecei a ficar confusa se seguiria com meus objetivos nesse ano ou aguentava mais um pouco até eu ficar realmente segura. Acontece que infelizmente sou a pessoa mais indecisa do mundo, até que um dia tomei a iniciativa de sair dessa empresa e montar meu escritório (que aliás irei mostrar fotos aqui no blog em breve pois está em reforma ainda). 
Creio que tem muita gente que tem medo porque pensa que pode dar errado, tive esse medo, mas coloquei na minha cabeça que se eu não tentasse agora não iria tentar nunca porque iria ficar no comodismo de ter que todo dia cumprir os mesmos horários, deveres e afazeres de uma empresa que não é minha. Graças a Deus meus pais me apoiaram nessa minha decisão e isso é muito importante para mim, aliás meu pai também é um micro empreendedor e eu admiro ele por isso. 
Sei que muita gente acha estranho, uma garota de apenas 18 anos decidir que vai trabalhar por conta, talvez porque a sociedade não vê seriedade e maturidade antes dos 25, mas estou super determinada e não volto atrás nas minhas escolhas.  

Dentre tantas páginas que sigo da internet se tratando de empreendedorismo pude adquirir vários conhecimentos e ideias de que podemos sim ser persistente no que queremos e o que queremos. A realização das nossas metas só depende de nós e somente nós, propriamente dito. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário